Para que serve a degustação?

Quem nunca se perguntou para que serve a degustação? Degustar vinho é apreciar, provar com atenção e fazer desse momento uma viagem sensorial inesquecível.

Estudos indicam que nossa análise do vinho está intimamente ligada às nossas emoções. Nossas lembranças e memórias sensoriais, ainda que não a recordemos de imediato.

Por isso, a experiência do vinho é sensível, única e deve ser percebida de maneira individual por aquele que a vivencia, sem comparações ou disputas.

Claro, você pode treinar e melhorar se quiser. Afinal, o segredo de um bom degustador é provar com atenção. Manter os estímulos ativos do cérebro e não desistir nas primeiras tentativas.

De todo modo, lembre-se que é bom saber como degustar. Mas, exceto para descartar defeitos, a análise é para dar prazer. Não para competir ou para encanar com regras que tiram a graça do momento. Não seja um chato ou fiscal da alegria alheia.

Para te ajudar, seguem algumas dicas para degustar vinhos de um jeito mais tecnicamente correto:

  • Deixe o vinho na temperatura correta de serviço. Não hesite em ler a ficha técnica.
  • Use uma taça com haste, de preferência de cristal. Caso só tenha de vidro, não se preocupe.
  • É importante que o ambiente esteja bem iluminado. E que haja, se possível, uma superfície branca para inclinar a taça.
  • Evite o uso de perfumes. Se puder, esteja em um local de odores neutros.
  • Evite comer alimentos com muita intensidade de sabor, tomar café ou fumar.
  • Esteja preparado para uma experiência sensorial deliciosa.

Além disso, participe de eventos guiados de degustação. Como a Confraria ou o Clube do Vinho GastroRosé, sem querer te induzir a nada, juro! Rs.

Prometo que você vai se surpreender! Conhecer mais sobre vinhos, culturas e ter novas memórias.

Por Ana Carla Wingert de Moraes

Foto: @penfolds

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *