Aprenda a receber com vinho!

Se busco a conexão das pessoas, não tem lógica me prender em questões técnicas, sem passar dicas para que você aprenda a receber com vinho.

Para a boa recepção o ideal é focar no máximo de comidas e bebidas que agrade a maioria dos convidados, cujo gosto deve se sobressair ao seu. Como anfitrião, busque agradar quem vai receber.

A sugestão, então, são vinhos leves, fáceis de beber ou um espumante com menor sensação de açúcar, que não se torna enjoativo e passeia por toda a refeição, sem risco de brigar na harmonização.

Se preferir vinhos tranquilos, o mais indicado é focar na proteína que será servida no prato principal, seus temperos e formas de preparo. Busque vinhos com estrutura de corpo semelhante à comida para não serem ofuscados.

Agora, se cada convidado ficou responsável por levar uma garrafa, isso aumenta o risco de nem todas harmonizarem com a comida. Porém, caso esse seja o combinado, deixe seu convidado à vontade para abrir a garrafa que escolheu.

Por fim, uma garrafa de vinho padrão, com 750ml, serve bem cinco taças para acompanhar a refeição. Para os espumantes, bebidos em quantidades menores e repetidas, o ideal é calcular uma garrafa para cada 1,5 a 2 pessoas.

Na Confraria GastroRosé calculo uma garrafa a cada dez pessoas. Como apresento quatro vinhos por encontro, cada convidada experimenta em média 300ml, o que considero medida ideal para a proposta.

Se não tiver alguém auxiliando, deixe os vinhos expostos para que o convidado se sinta confortável para se servir. Isso faz com que a recepção flua de forma natural e diminua a tensão de prestar atenção o tempo todo na taça dos convidados.

Na dúvida, tenha sempre uma garrafa de vinho extra. Não vai estragar e pode te salvar.

Por Ana Carla Wingert de Moraes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *