A importância do sentimento de pertencimento e da conexão de pessoas.

Em tempos de horários escassos e individualidade, sinto cada vez mais necessária a conexão de pessoas e o sentimento de pertencimento.

Vivemos em grupos, conhecemos inúmeros indivíduos, porém, nem sempre nos conectamos ou nos preocupamos com quem está ao nosso lado.

Ok, Ana. Mas, o que isso tem a ver com a GastroRosé? – Calma, vou explicar!

Quando idealizei a GastroRosé não pensava que se tornaria uma marca, mas sempre tive intenção de compartilhar experiências. Aos poucos fui percebendo que o que eu mais gostava no vinho eram as pessoas, não necessariamente o que eu encontrava em cada garrafa.

Para mim, vinho é experiência. Ele une, aproxima.

Foi então que resolvi expandir meu universo para a Confraria GastroRosé. Nesse momento, eu tinha um propósito real – conectar pessoas e difundir a boa cultura do vinho.

A vida é fluída, com muitos altos e baixos, e pertencer a um ou mais grupos, me relacionar efetivamente com outras pessoas, é importante. É permitir ser tocado e tocar outras pessoas.

O importante não é a natureza do grupo, mas sim a conexão que ele cria.

Estou longe de ser a pessoa mais evoluída, nem tenho expertise para falar sobre relacionamentos. Sou cheia de falhas e por vezes me afasto justamente de quem mais amo – minha família. O que sei é que estou em processo de evolução.

De toda forma, hoje sinto que com a Confraria GastroRosé tenho conseguido fazer minha parte e contribuo para o sentimento de pertencimento e a conexão de pessoas.

Vejo cada vez mais pessoas se abrindo à novas relações, criando laços de confiança, sinceridade e amizade. E não tem nada que pague a felicidade que sinto toda vez que percebo essas conexões. É a minha maior realização.

Enfim, falei tudo isso para você saber o que é para mim a GastroRosé. E para não hesitar em me procurar, caso queira participar!

Por Ana Carla Wingert de Moraes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *