Conectar pessoas e comunicar o vinho.


Recentemente fui convidada pela Alta Gama para falar sobre como consegui conectar pessoas e comunicar o vinho na era virtual.

Para mim, importa o afeto, o carinho e a presença. Ninguém é feliz sozinho e sempre gostei de receber pessoas e de encontrar sorrisos!

Conversar sobre vinho é compartilhar experiência. Me encanta, me instiga.

Então surgiu o projeto GastroRosé – conectar pessoas e comunicar o vinho de forma simples para levar cultura e sensação de pertencimento a um maior número de pessoas. Principalmente às que sentiam medo de experimentar.

Sabia que estaria junto com outras pessoas evoluindo, aprimorando memórias e compartilhando experiências que trariam mais segurança e liberdade. Ou, no mínimo, teríamos bons momentos e faríamos amigos.

É imensurável a alegria que sinto quando vejo as pessoas retornando, porque, como eu, gostam de ser parte da GastroRosé. Simples assim.

Honestamente, em termos técnicos, não sei dizer o motivo pelo qual o projeto deu certo. O que posso afirmar é que tive coragem e não desisti.

Embora por fora tudo pareça ser simples e fácil, por dentro nem sempre as coisas foram bem. Teve cansaço e incerteza, sofri com pessoas que se diziam amigas e falavam de mim pelas costas.

Por um bom tempo fiz os outros sorrirem enquanto chorava, sem saber qual era o propósito. Eu criava laços e não tinha tempo para minha família.

No entanto, encontrei pessoas que disseram “olha tudo o que você construiu, se chegou até aqui é porque pode ir até onde quiser”. E às vezes é só isso que precisamos – um pouco de apoio.

Tive que trocar horas de lazer por estudo, aprender sobre vinhos, empreendedorismo… mas, no caminho, vi que é possível conectar pessoas e essa é minha maior realização!

Sonhos só se tornam reais com esforço efetivo.

Por Ana Carla Wingert de Moraes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *