Início » Évora

Évora

por Ana Wingert

Évora é uma cidade-museu, com arquitetura típica do Alentejo constituída por casas brancas com detalhes em amarelo, muralhas, templos e muita riqueza cultural e gastronômica.

Passeios para fazer em Évora

Considerado um museu a céu aberto, o centro histórico de Évora foi classificado como Patrimônio Mundial da UNESCO e é o início de um passeio rico em cultura e relíquias no Alto Alentejo. A Praça do Giraldo, com sua fonte de mármore em estilo barroco, tem oito bicas de água que representam todas as ruas da cidade que convergem na praça.

Uma das cidades europeias mais antigas habitada por romanos, como não poderia deixar de ser, o Templo Romano de Évora é sem dúvida a sua principal atração turística. Também conhecido como Templo de Diana, o monumento é a comprovação da presença romana em Portugal e sua construção do século I d.C também é considerado Patrimônio Mundial pela UNESCO.

Bem em frente ao Templo Romano, fica um lindo jardim, chamado Jardim Diana, com vista incrível da cidade. 

Visitar Évora é fazer uma viagem no tempo e na história, por isso, as Muralhas de Évora, construídas à mando do Rei Afonso IV de Portugal para proteger a cidade de invasões, que permanecem quase intocadas e muito bem preservadas, são também um ponto turístico muito importante da cidade.

Além das muralhas, existem torres de observação e as Portas de Aviz, um elemento típico das estruturas defensivas do Alentejo com paralelo com as praças fortes de Etsremoz e Elvas.

O Jardim Público de Évora é outra atração da cidade, com jardins magníficos, um coreto e muitos monumentos históricos, no local também estão os restos da muralha medieval, o Palácio de Dom Manuel e as Ruínas Fingidas.

A maior catedral medieval de Portugal fica na cidade de Évora e é visita obrigatória no Alentejo. A Sé Catedral de Évora, oficialmente chamada de Basílica Sé de Nossa Senhora da Assunção, é caracterizada pelo estilo gótico e românico, tem arquitetura imponente e é toda feita de granito. O início da sua construção foi em 1186, mas só ficou pronta em 1250. 

Outro ponto turístico e talvez uma das atrações mais curiosas e macabras de Portugal, a Capela dos Ossos fica localizada na Igreja de São Francisco e a frase escrita na sua entrada já antecipa a mensagem sobre a fragilidade da vida humana: “Nós ossos que aqui estamos, pelos vossos esperamos”. 

Estima-se que ossos, crânios humanos e esqueletos de aproximadamente 5.000 caveiras humanas que estavam enterradas em cemitérios da cidade foram utilizados para decorar a capela.

A Universidade de Évora, uma das mais antigas da Europa e a segunda universidade fundada em Portugal, em 1559, é também um ponto turístico impressionante por sua arquitetura típica alentejana.

Como a cidade é pequena, a maioria dos pontos turísticos estão próximos e os passeios podem ser feitos à pé.

Turismo de experiência

Para fazer compras na cidade, conheça os candeeiros artesanais da Luumi e as colheres de madeira do jovem André Panóias, vendidas sob a marca Mal Barbado.

Não deixe de experimentar o banho romano no In Acqua Veritas Spa, de conhecer o Centro de Artes e Cultura Eugênio de Almeida e de visitar o Cromeleque dos Almendres, um dos locais megalíticos mais extraordinários de Portugal, constituído por um círculo de pedras pré-histórico com 95 monólitos – fica cerca de 15 km de Évora.

Como chegar na cidade de Évora

Évora é uma pequena cidade, de cerca de 56 mil habitantes, que se localizada no Alto Alentejo, há 134 quilômetros de Lisboa.

Saindo do Brasil, as companhias que operam com voos diretos, de São Paulo ou Rio de Janeiro, para Lisboa são a TAP Air Portugal, Azul e LATAM. De Lisboa para Évora é preciso seguir de carro, de trem ou de ônibus.

Outras companhias que operam voos entre os dois países são Air Europa, Iberia, Azul, Lufthansa, Swiss, Gol, British Airways, American Airlines e Turkish Airlines. Quem está em viagem por outros países da Europa pode encontrar opções de voos baratos de companhias low cost. Entre as que voam para Lisboa estão a Ryanair, Easyjet, Transavia e Vueling.

Saindo do Aeroporto

O Aeroporto de Lisboa (OPO) fica 13 quilômetros ao norte do centro da cidade e para se deslocar na capital de Portugal você pode utilizar metrô (que passa em frente ao desembarque do terminal), ônibus, táxi e transfer.

De carro a partir de Lisboa – a distância entre Évora e Lisboa é de 134 km e o percurso de aproximadamente 1h30 de viagem de carro, a melhor forma de chegar na cidade. As estradas são boas, com pontos de apoio ao longo da via para alimentação, uso de banheiros e abastecimento de combustível. Pegue a Ponte 25 de Abril para sair da capital e siga pela A2, depois pela A6 e,por fim, a N114 em direção à Évora.

Passeio de trem – é possível ir à Évora de outras cidades de Portugal ou de países vizinhos de trem. As passagens podem ser consultadas diretamente no site da Comboios de Portugal, responsável pela operação dos trens no país.

De ônibus – a empresa que faz o trajeto a partir de Lisboa é a Rodoviária do Alentejo.

Onde comer em Évora

Portugal é um país muito conhecido pela sua gastronomia tradicional e por belos vinhos e, em Évora, você irá comer muito bem. Por isso, fica uma lista de restaurantes para conhecer durante a estadia e elevar sua experiência.

1 4 P’ras 9, 5 Amêndoas Restaurante, Alegrias e Vinho Tinto Botequim, Botequim da Mouraria, D’Ibérica Restaurant, Dom Joaquim, Dona Laura, Lombardo, O Combinado, O Trovador, Restaurante Fialho, Restaurante O Parque dos Leitões, Restaurante O Templo, Taberna Típica Quarta-Feira, Tasca Tosca – Wine Restaurant, Tua Madre Restaurante e Vinho e Noz.

Origens, que tem estrela Michelin, e a Pastelaria Conventual Pão de Rala, para tomar um café tradicional acompanhado da queijada de amêndoa, doces portugueses e da Sericaia, receita tradicional alentejana.

Hotéis para se hospedar

Albergaria do Calvário Boutique Hotel, Convento do Espinheiro (hotel histórico com spa), Évora Olive Hotel, Tivoli Évora Ecoresort (antigo Ecorkhotel), M’Ar de Ar Arqueduto, M’Ar de Ar Muralhas, Moov Hotel Évora, Moura Suites Hotel, Octant Évora, Pousada Convento de Évora, Vila Galé Évora e Vitória Stone Hotel.

Quais vinícolas visitar quando estiver em Évora

Com um território de 21.970 hectares de vinhedos, o Alentejo é a maior região produtora de vinhos de Portugal.

Aos amantes de vinho, a região é repleta de vinícolas surpreendentes e vinhos que se destacam não somente no país, mas em todo o mundo. Além disto, com as sutis diferenças entre as microrregiões que compõe o Alentejo, é possível encontrar vinhos distintos oriundos de Borba, Évora, Granja-Amareleja, Moura, Redondo, Requengos, Portoalegre e Vidigueira.

Toda essa imensidão de possibilidades pode confundir na hora de decidir quais vinícolas visitar no Alentejo, por isso, segue um roteiro com as nossas sugestões de passeios imperdíveis quando for à Évora (algumas vinícolas tem hotéis maravilhosos para tornarem a experiência ainda mais completa – não deixe de conferir).

Mais distantes de Évora estão a Quinta do Mouchão e a Herdade do Peso que valem muito a visita, além da Casa-Museu José Maria da Fonseca (José de Sousa), mais próxima do mar. Também é muito atrativa a adega de Susana Esteban (que está temporariamente fechada para obras).

Vinhos para provar e trazer na mala de viagem

Estando em Portugal, especialmente na região de Évora no Alentejo, uma coisa é certa: existirão muitos vinhos para provar e se encantar. Muitos deles, felizmente, são importados ao Brasil.

  • Alguns vinhos tintos de destaque: Altas Quinta Obsessão, Frederick Von S. Conde de Mértola Reserva, Fundação Eugénio de Almeida Pêra Manca, Gloria Reynolds Cathedral, Guadelim Dona Teresa Grande Reserva, Herdade do Esporão Torre, Herdade do Peso Ícone, Herdade do Rocim Vinha da Micaela, Scala Coeli Alicante Bouschet Reserva, Tapada de Coelheiros e Tapada dos Chaves Vinhas Velhas.
  • Vinhos brancos que merecem a sua atenção: Herdade de São Miguel Esquecido, Herdade do Sobroso Arché, Herdade Monte da Cal Vinha de Saturno, Marias da Malhadinha Vinhas Velhas, Paulo Laureano Private Selection, Quinta da Fonte Souto Taifa, Quinta do Carmo Reserva e Susana Esteban Foudre.

Quando falamos de vinho, existe um mundo de oportunidades e é o prazer da descoberta que torna tudo tão gostoso e encantador. Por isso, prestigie e respeite marcas líderes, mas busque o novo. Crie novas experiências com personalidade, amplie seu leque de opções e saia do lugar comum.

Qual moeda levar para Portugal

O euro (Є) é a moeda oficial de Portugal desde 2002 e pode ser comprada com facilidade no Brasil.

Por ser a segunda moeda mais utilizada no sistema financeiro do mundo e uma das mais fortes, as cotações são favoráveis e não há risco de perder valores caso o dinheiro não seja todo utilizado durante a viagem.

Por Ana Carla Wingert de Moraes

IMPORTANTE: para isenção do tributo de importação, o valor total de bens trazidos não pode ultrapassar a cota de U$ 1.000 em viagens aéreas ou marítimas e de U$ 500 em viagens terrestres ou fluviais. Compras em lojas de Duty Free não são consideradas no cálculo, mas não podem exceder à U$ 1.000.

Além de observar a cota de valor, é preciso obedecer aos limites quantitativos, que no caso de bebidas alcoólicas é de até 12 litros, o que equivale a 16 garrafas de 750ml, que podem ser compradas em vinícolas, lojas e adegas. 

Caso exceda o quantitativo, e desde que não haja finalidade comercial ou industrial, os itens serão tratados como bagagem. Entretanto, não haverá isenção de tributosCompras que ultrapassarem a cota de isenção devem ser declaradas para pagamento do tributo, sob pena de  sanções administrativas e penais. 

Deixe o seu comentário

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceitar Leia mais