Chablis ou Petit Chablis?

Chablis ou Petit Chablis? Vale a pena conhecer um dos vinhos brancos mais famosos do mundo e conhecer suas variações.

Desde que conheci Chablis me rendi mais uma vez aos encantos da incrível Borgonha e entendi porque os vinhos da região ecoam tanto no mundo dos vinhos e, inclusive, são estrela em filmes do Netflix.

A uva é sempre Chardonnay (minha queridinha), a única permitida na AOC Chablis.

Para começar, os Petit Chablis: são os vinhos mais leves e feitos para consumo jovem. São os brancos mais simples produzidos na região, mas que já demonstram toda a categoria de Chablis. Ótima relação preço/qualidade. Eu particularmente adoro, acho frescos e fáceis de tomar.

O segundo, em ordem crescente, é o Chablis AOC: os mais populares e cuja área de produção é a mais extensa da região, o que apresenta maior variação entre os produtores. Costumam ter acidez alta e toques de frutas brancas e minerais. Igualmente podem ser uma boa opção de compra. Tanto Petit Chablis como Chablis combinam com ostras, frutos do mar e comida asiática.

Os Chablis Premier Cru apresentam fruta mais madura, com toques cítricos ao invés de maçã verde. Se comparados com o Chablis básico ou Chablis AOC, tem mais corpo e uma textura mais suave, com maior concentração de acidez, aromas e mineralidade.

Por fim, no nível mais alto estão os Chablis Grand Cru. O suprassumo dos vinhos brancos de Chablis, raramente decepcionam. São sempre mais caros, mas ganham muito em qualidade. Tem acidez marcante, são complexos, encorpados e com muita mineralidade. Por isso acompanham pratos com maior intensidade de sabor, assim como os Chablis Premier Cru.

De todo modo, o que posso dizer é que, independente de qual você escolher, vai tomar um excelente Chardonnay. Aproveite muito seu Chablis!

Por Ana Carla Wingert de Moraes.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *